Festival Literário de Óbidos marca reabertura da cultura em Portugal

Evento acontece entre 14 e 24 de outubro nas muralhas da cidade de Óbidos, uma vila medieval a uma hora de Lisboa.

Escritores, pensadores e agentes culturais se reúnem presencialmente, pela primeira vez desde o início da pandemia, na vila medieval para o Festival Literário Internacional de Óbidos (Folio).

O festival terá a participação de brasileiros como o escritor Itamar Vieira Júnior, o gestor cultural Afonso Borges, a historiadora Lilia Schwarcz, o jornalista Marcos Uchoa, entre outros.

O Primeiro Café estará em Óbidos e você vai ouvir conteúdos especiais direto do Folio nas edições dos próximos dias do programa.

Para saber mais sobre o Folio acesse: https://foliofestival.com/

Carlos Lupi diz que tentativa de agressão contra Ciro abalou “profundamente” chances de diálogo

O ex-ministro e presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, foi o convidado da edição desta terça-feira do Primeiro Café e comentou a tentativa de agressão física contra ele e Ciro Gomes no ato na Avenida Paulista no último domingo.

Presidente do partido fundado por Leonel Brizola, Carlos Lupi trabalha na articulação para viabilizar a candidatura de Ciro Gomes à presidência. Só que as críticas do pré-candidato pedetista ao ex-presidente Lula e ao PT resultaram em uma reação desproporcional no final do ato pelo impeachment do último domingo em São Paulo.

Ciro e Lupi deixaram o local às pressas enquanto militantes de esquerda proferiam xingamentos e lançavam objetos contra eles. Antes, durante a fala, Ciro foi vaiado por parte dos manifestantes.

_Já presenciei alguns momentos muito radicalizados entre o PDT e o PT, mas como esse eu nunca tinha visto, disse Lupi. Ele minimizou as vaias recebidas pelo pré-candidato de seu partido, mas disse estar “chocado” com a tentativa de agressão física, algo que “não pode acontecer” num ambiente democrático.

Ele disse que estava preocupado com a possibilidade de militantes de direita, como os do MBL, sofrerem algum tipo de agressão se participassem dos protestos e ficou surpreso ao ser alvo dos militantes de esquerda, lembrando que foi Ministro do Trabalho dos governos Lula e Dilma.

_O desrespeito foi maior que a agressão física. Fiquei chocado. Isso abalou profundamente as minhas convicções de qualquer possibilidade de um diálogo com civilidade no primeiro turno, disse Carlos Lupi.

Durante a entrevista, Lupi revelou que convidou o apresentador Datena para se filiar ao PDT e avaliar candidatura à vice-presidência, ao governo de São Paulo ou ao Senado. O presidente nacional do PDT também adiantou atividades que serão realizadas em janeiro de 2022 para marcar o centenário de nascimento de Brizola e contou a história de como conheceu o ex-governador do Rio e do Rio Grande do Sul.

Ouça a entrevista na íntegra na edição #191 do Primeiro Café:

Primeiro Café receberá Tarso, Lupi, Dino e Marina em série de entrevistas sobre a democracia

Lideranças políticas serão entrevistadas ao vivo na série “Primeiro Café pela Democracia” nos dias 4, 5, 6 e 7 de outubro.

Nós vamos ouvir Tarso Genro, Carlos Lupi, Flávio Dino e Marina Silva na semana seguinte às manifestações pelo impeachment convocadas pela oposição para o dia 2 de outubro e a um ano das eleições de 2022. As entrevistas, transmitidas ao vivo de 4 a 7 de outubro a partir das 8h, terão como pano de fundo as ameaças recentes à democracia e as movimentações para o ano eleitoral. 

Na segunda-feira, o ex-ministro e ex-governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), será o entrevistado.

Na terça-feira, o convidado será o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi.

Na quarta-feira, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), participará ao vivo.

Na quinta-feira, o podcast receberá a ex-senadora e ex-candidata à presidência, Marina Silva (Rede). 

Ouça ao vivo aqui!

O Brasil não está preparado para o frio que está por vir. Saiba como ajudar quem precisa

Os meteorologistas alerta que, na semana que vem, o Sul, o Sudeste e o Centro-Oeste vão passar por uma onda de frio sem precedentes.

Separamos aqui informações sobre como ajudar quem precisa em alguns dos estados que serão mais atingidos pelo frio extremo.

RIO GRANDE DO SUL

Nessa matéria do G1 RS você encontra informações sobre a campanha do agasalho na capital gaúcha. E nessa outra, do portal GauchaZH, há informações sobre como ajudar em outras cidades do estado.

SANTA CATARINA

Nessa reportagem do Diário Catarinense você encontra detalhes sobre as campanhas na capital. No site do governo do Estado há orientações para ajudar em outros pontos de Santa Catarina.

PARANÁ

Para informações sobre como ajudar em Curitiba, essa página do site Curitiba de Graça oferece orientações. Há outras informações sobre campanhas em outras partes do Estado nessa matéria do site Bem Paraná.

MATO GROSSO DO SUL

Essa iniciativa em Campo Grande aponta os locais para fazer doações. E aqui há detalhes da campanha do Governo do Estado nesse sentido.

SÃO PAULO

Essa matéria da Folha aponta onde doar agasalhos e cobertores no Estado. Há informações também no site do Fundo Social ou no site da campanha do agasalho Aquece SP.

Na capital, o projeto do padre Julio Lancellotti ajuda moradores de rua com comida, cobertores e roupas. Você pode saber como ajudar nas redes sociais do padre, como Twitter e Instagram.

Daniel Munduruku: ataques contra territórios indígenas são como uma nova colonização

Escritor conversou com o Primeiro Café ao vivo nesta terça-feira e comentou a onda de ataques de garimpeiros ilegais contra o povo Munduruku, no Pará

Autor de mais de 50 livros infanto-juvenis, o escritor Daniel Munduruku refletiu sobre o momento de ataques contra o seu povo no Pará.

_Essas invasões todas de territórios indígenas são como uma nova colonização. É uma tentativa de manter os povos indígenas na margem da sociedade. Acontece que os indígenas estão, como sempre, defendendo o patrimônio imaterial importante, disse.

Ele comentou também sobre os recentes protestos contra o governo Bolsonaro.

_Nós precisamos de uma consciência crítica que nos permita nos observar como seres capazes da mudança e da transformação, disse.

O escritor lembrou que a Constituição de 1988 colocou no papel os direitos dos povos indígenas, mas isso não foi suficiente.

_O Brasil é um país muito criativo na hora de escrever leis, mas é muito pouco criativo na hora de cumpri-las, argumentou o professor.

Ouça na edição 104 do Primeiro Café:

Metamorfose: está no ar a Primeira Playlist para ouvir depois do Primeiro Café

Metamorfose é o tema da Primeira Playlist da Walquíria Poaino. O novo quadro de música estreou nesta segunda-feira.

A lista foi construída com as sugestões dos ouvintes do Primeiro Café, que interagiram com a Wal na nossa Comunidade Cafeteira no Telegram.

_A playlist de estreia é uma viagem pela transformação em quatro blocos, trazendo tempo, estrutura, catarse e paz para acalmar os corações mutantes, explicou a nova colunista.

A cada 15 dias, a Wal apresentará uma nova playlist temática.

Ouça na edição #102 do Primeiro Café:

Café com Série: nova temporada de Special, da Netflix

Nova temporada da série criada e estrelada por Ryan O’connell foi a dica da semana no Café com Série.

A série criada e estrelada por Ryan O’connell, que vive um personagem gay com paralisia cerebral, é inspirada na vida do ator, que já foi contada no livro “I’m special: and other lies we tell ourselves”. A jornalista Rafaela Santos já tratou da primeira leva de episódios na edição #22.

Recém-chegada à Netflix, a nova temporada de Special retoma a trama de onde ela parou nos últimos episódios: Ryan (Ryan O’Connell) segue brigado com a mãe, Karen (Jessica Hecht). Mas é justamente quando o protagonista corta o cordão umbilical e vai atrás do inexplorado que a série ganha força e potência.

Além do fim da relação de simbiose com a mãe, que permite Ryan explorar novas experiências, outras histórias se abrem para um novo caminho. É o caso de Kim (Punam Patel), a fiel amiga do personagem central. Sua trama se amplia e nos permite conhecer seu passado, explorar seus dramas de como foi crescer nos Estados Unidos com suas origens indianas e fora daquilo que a tradicional sociedade considera padrão.

A segunda temporada – agora com 30 minutos cada um dos oito episódios – tem alguns excessos e certos exageros (propositais), como a amiga de Karen, uma espécie de escada para personagem que está longe de Ryan. Mas nada que prejudique a produção porque tudo ali é pensado.

“Special” não tem pudor – como tem que ser – na hora de mostrar a relação amorosa e sexual entre dois homens. Ela abraça a diversidade e coloca no centro da trama discussões sobre como é ser excluído por ser defieciente e, por isso, tentar lutar contra o que você é. A série poderia cair numa forma pedagógica, mas ela faz justamente o contrário: não é politicamente correta, tem um humor ácido e traz uma reflexão sobre preconceito e inclusão.

Ouça na edição 101 do Primeiro Café:

4 dicas para melhorar o preparo do seu café em casa

Na edição 100 do Primeiro Café conversamos com o coffee expert Daniel Carvalho.

1 – Comece por um bom café!

Preocupe-se com a qualidade do café que você consome. Procure os nomes dos produtores: 98% do café brasileiro é produzido por pequenos produtores e você deve prestar atenção à origem do café.

2 – Qual água você utiliza?

95% da sua xícara de café é água! Nunca use água da torneira pela grande quantidade de cloro. Utilize água mineral ou filtrada.

3 – Escalde o filtro

Se você usa o filtro de papel, passe água quente antes do preparo do café para tirar o gosto do papel. O filtro deixa um pouco de resíduo na bebida.

4 – Prefira café moído na hora

Moer o café na hora do preparo faz com que os sabores e aromas fiquem mais puros e você tenha uma experiência inesquecível.

_É uma experiência que muda a vida, diz o coffee expert Daniel Carvalho.

Ouça na edição 100 do Primeiro Café:

Chegou a Primeira Playlist para você ouvir depois do Primeiro Café

A partir da próxima segunda-feira, Walquíria Poiano vai criar e compartilhar com a comunidade uma playlist temática. Metamorfose é o tema da primeira edição.

Os ouvintes do Primeiro Café pediram e nós atendemos: vamos falar de música! A partir da próxima segunda-feira, a cada 15 dias, Walquíria Poiano apresenta o Primeira Playlist.

Com as limitações impostas por direitos autorais de músicas para podcast, a Wal vai usar o espaço para apresentar as escolhas e instigar a curiosidade da nossa comunidade. A sugestão é que o ouvinte ouça a playlist ~depois do Primeiro Café~.

_O meu trabalho é deixar os ouvintes curiosos o suficiente para irem ouvir a Primeira Playlist depois do Primeiro Café, contou Wal na edição de hoje do programa.

Mande sua sugestão na nossa comunidade no Telegram!

Ouça na edição 100 do Primeiro Café: