#319 Ciro cai em provocação de bolsonaristas e solta o verbo

A ministra Carmem Lúcia pediu apuração da denúncia de que garimpeiros estupraram até a morte uma menina Yanomami de 12 anos; A polícia pediu a prisão do herdeiro das Casas Bahia por crimes sexuais contra 14 mulheres; A vacina contra a covid não causou a morte de nenhuma criança ou adolescente no Brasil; E o MCDonalds confessou que o MCPicanha não tem picanha, virou alvo do Procon e retirou o hambúrguer de picanha genérica do cardápio.

Na política, tem o vereador que pediu licença para sair da Câmara porque tinha um jogo de bocha marcado com o pessoal do truco; tem o companheiro Geraldo recepcionado com A Internacional Socialista; e tem Lula tentando fazer as pazes com Marina Silva.

Estamos em abril e a campanha eleitoral já começa a dar sinais de que será complicada. Ontem, Ciro Gomes foi a uma feira do agronegócio no interior de São Paulo, foi abordado com provocações por bolsonaristas e, em resposta, soltou o verbo e quase distribuiu porrada também. Há vários vídeos nas redes sociais que mostram a confusão. Num deles, Ciro reage assim à provocação do bolsominion.

#254 Ciro promete taxar fortunas

PDT lançou a pré-candidatura de Ciro Gomes em um evento na sexta-feira passada. No sábado, o partido comemorou o centenário de Leonel Brizola.

Em um longo discurso, Ciro focou em suas propostas econômicas, prometeu acabar com o teto de gastos, taxar grandes fortunas e criar um programa de renda mínima com o nome de Eduardo Suplicy.

 

O ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes lançou oficialmente sua pré-candidatura à presidência pelo PDT na sexta-feira com um discurso centrado em propostas econômicas.

Sob o lema “a rebeldia da esperança”, idealizado pelo marqueteiro João Santana, ele prometeu abolir o teto de gastos para destravar investimentos públicos e revisar a reforma trabalhista. Para aumentar a receita, Ciro defende a tributação de lucros e dividendos “dos ricos” e um corte de 15% nos incentivos fiscais.  

Logo após o lançamento, Ciro deu uma entrevista coletiva. O jornalista Luís Costa Pinto, do site Brasil 247, perguntou se em 2022, caso não vá para o segundo turno, Ciro se unirá ao candidato de esquerda que estiver na rodada final ou vai se ausentar, como fez em 2018, quando viajou a Paris. Na resposta, Ciro Gomes atacou o site, que chamou de panfleto do Lula e acusou de ser financiado com dinheiro sujo.

Quer receber a nossa curadoria de notícias?
Assine a newsletter diária! Deixe aqui seu e-mail:

Processando…
Sucesso!