#322 Sumiço de aldeia Yanomami mobiliza a internet

Desde a semana passada estamos acompanhando os desdobramentos de uma denúncia gravíssima de violência contra indígenas de uma aldeia da Terra Yanomami em Roraima. Garimpeiros teriam invadido a aldeia, sequestrado uma menina de 12 anos que foi estuprada até a morte. Uma criança teria sido jogada no rio e desapareceu.

Após o caso ser denunciado nacionalmente, garimpeiros voltaram a fazer ameaças e tentaram comprar o silêncio da aldeia com ouro. No final de semana, as autoridades encontraram a aldeia onde viviam os yanomami queimada e abandonada. O sumiço dos indígenas mobilizou a internet ontem com a pergunta “cadê os Yanomami?”.

O presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena, Júnior Yanomami, responsável pela denúncia do episódio de violência, foi até a aldeia. Ele ouviu de indígenas de aldeias vizinhas, que provavelmente os yanomamis cremaram os corpos das vítimas de violência e abandonaram a aldeia. As autoridades foram até o local e disseram não ter encontrado indícios das mortes, mas prometeram continuar com as investigações.

#320 Atos de 1º de maio reforçam polarização Lula x Bolsonaro

Os atos de 1º de maio realizados ontem tiveram público abaixo do esperado tanto nas manifestações das centrais sindicais com Lula quanto nos protestos dos golpistas com Bolsonaro. O baixo público deixa evidente que, neste momento, a cinco meses do dia 2 de outubro, só políticos, jornalistas e militantes muito apaixonados só pensam naquilo: a eleição.

Mas os atos do Dia do Trabalho e dos trabalhadores e das trabalhadoras também deixaram outros indicativos. O principal ficou evidente nas telas divididas das televisões de notícias durante todo o domingo. De um lado, o ato com Lula, de outro, com Bolsonaro. A tal polarização está consolidada e, de agora até outubro, a discussão vai ser entre defensores e detratores desses dois personagens.

Lula vai ter que redobrar o cuidado com o que fala. No final de semana ele se envolveu em uma polêmica por causa de uma gafe cometida no sábado. Lula disse que Bolsonaro gosta mais de policial do que de gente, o trecho foi repercutido fortemente pelos bolsoanristas e o ex-presidente usou o ato do 1º de maio para pedir desculpas e fazer um carinho desproporcional nas polícias.

Os atos de ontem também evidenciam o caráter golpista de parte importante dos eleitores do Bolsonaro. Eles voltaram a pedir o fechamento do STF e intervenção militar. O presidente chegou a ir ao ato em Brasília, mas desistiu de discursar porque pegaria mal. Sem contar o sósia do vicking do Capitólio que apareceu em uma manifestação no Rio de Janeiro, indicando que a ideia dos bolsonaristas, quando derrotados, é mesmo copiar o que fizeram os apoiadores de Trump nos Estados Unidos.

#319 Ciro cai em provocação de bolsonaristas e solta o verbo

A ministra Carmem Lúcia pediu apuração da denúncia de que garimpeiros estupraram até a morte uma menina Yanomami de 12 anos; A polícia pediu a prisão do herdeiro das Casas Bahia por crimes sexuais contra 14 mulheres; A vacina contra a covid não causou a morte de nenhuma criança ou adolescente no Brasil; E o MCDonalds confessou que o MCPicanha não tem picanha, virou alvo do Procon e retirou o hambúrguer de picanha genérica do cardápio.

Na política, tem o vereador que pediu licença para sair da Câmara porque tinha um jogo de bocha marcado com o pessoal do truco; tem o companheiro Geraldo recepcionado com A Internacional Socialista; e tem Lula tentando fazer as pazes com Marina Silva.

Estamos em abril e a campanha eleitoral já começa a dar sinais de que será complicada. Ontem, Ciro Gomes foi a uma feira do agronegócio no interior de São Paulo, foi abordado com provocações por bolsonaristas e, em resposta, soltou o verbo e quase distribuiu porrada também. Há vários vídeos nas redes sociais que mostram a confusão. Num deles, Ciro reage assim à provocação do bolsominion.

#318 Custo Bolsonaro: gasolina e luz sobem e empurram inflação

Em 1989, o governo brasileiro fez uma campanha publicitária chamada “a nação contra a inflação”.

O comercial de televisão apresentava uma menina, que ficou popularmente conhecida como a garota da inflação, colocando a culpa pela alta de preços no povo mesmo.

A nossa jovem democracia já começava querendo botar no nosso a culpa pelos problemas. Naquele ano, 23 homens concorriam à presidência, mas a culpa pela inflação era do eleitor.

Agora, mais de 30 anos depois, a inflação volta aos níveis dos anos 90 e a estratégia do governo atual parece ser similar. Ontem o preço médio da gasolina bateu recorde, foi aprovado um novo aumento na conta de luz, o gás de cozinha também está mais caro do que nunca e isso sem falar nos preços dos alimentos. Com tudo isso, a taxa de inflação deste mês acelerou e chegou à taxa mais alta desde 1995.

E enquanto isso, o que o presidente estava fazendo? Convocando um ato oficial em defesa do deputado Daniel Silveira que ele chamou de ato cívico pela liberdade de expressão. Foi, na verdade, um evento feito às pressas no palácio e transmitido pelas TVs oficiais do governo para gerar vídeos para os bolsonaristas compartilharem nas redes sociais.

#317 Lula promete “dar um jeito” em sigilos de 100 anos de Bolsonaro

O ex-presidente Lula conversou ontem com youtubers em uma coletiva de imprensa.

A conversa gerou várias manchetes. O líder nas pesquisas finalmente quebrou o silêncio sobre o indulto dado a Daniel Silveira por Bolsonaro. Até ontem, ele era o único pré-candidato que não tinha condenado o uso do decreto de graça pelo presidente para beneficiar um apoiador. Lula explicou que não tinha falado nada até o momento porque considera que Bolsonaro é adepto da estratégia do fale bem ou fale mal, mas fale de mim.

Lula ainda prometeu dar um jeito nos sigilos de 100 anos impostos por Bolsonaro em coisas como o seu cartão de vacina, as entradas de seus filhos no palácio, os gastos com o cartão corporativo, etc. E avisou: “Se preparem”.

#309 Corrupção no MEC: Será que vem aí mais uma CPI?

Apenas nos últimos dias, três escândalos de corrupção foram revelados pela imprensa no Ministério da Educação.

Primeiro, os pastores amigos do Bolsonaro que cobravam propina em ouro e até compra de Bíblias de prefeitos em troca de recursos públicos. Depois, a licitação para comprar ônibus escolares superfaturados. E agora, as escolas que não têm nenhuma estrutura básica, mas receberam kit robótica comprados de empresa amiga do centrão a preço muito acima do valor de mercado.

Tudo isso levou os senadores de oposição, puxados pelo senador Randolfe Rodrigues, a iniciarem as movimentações para instalar uma CPI do MEC. No início da semana, poucos senadores tinham assinado o requerimento. Mas, ontem, faltava apenas uma assinatura para obrigar o Senado a instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar as suspeitas de corrupção no Ministério da Educação. Será que vem aí?

Quer receber a nossa curadoria de notícias?
Assine a newsletter diária! Deixe aqui seu e-mail:

Processando…
Sucesso!

O Primeiro Café é um podcast de notícias diário. Você pode ouvir de segunda a sexta às 8h (horário de Brasília) nos seguintes tocadores:

Spotify
Apple
Google
Deezer
iHeartRadio
Castbox
Podcast Addict
Podchaser
YouTube

#304 Barata-voa na 3ª via: Moro desiste, Doria e Leite implodem o PSDB

O dia de ontem foi um caos na política porque está chegando o prazo final para quem quer ser candidato nas eleições de outubro decidir o partido e renunciar aos cargos que ocupam.

Para alguns, como o ex-juiz Moro, decidir o partido foi uma escolha muito difícil. Depois de passar 4 meses no Podemos, ele trocou de partido e foi para o União Brasil, partido resultante da fusão do DEM com o PSL. Moro também desistiu da candidatura à presidência e, apesar de ser do Paraná, deve ser candidato a deputado federal por São Paulo.

No PSDB, a “guerra de éguas” entre João Doria e Eduardo Leite implodiu o que restava do partido. A manhã de ontem começou com a notícia de que Doria estava P da vida e tinha desistido de ser o candidato. Ao longo do dia foi chamado de traidor e, à tarde, recuou e confirmou que será candidato ao renunciar ao governo de São Paulo. Ele deixou o governo criticando o agora ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, chamando o jovem tucano gaúcho de golpista. Leite também renunciou ao governo do RS, ficando disponível ao PSDB caso Doria seja desistido.

Já o Bolsonaro, de novo, revelou o seu combo golpista. Voltou a atacar o STF, deu a entender que não vai respeitar o resultado das eleições, criticou a vacina contra a covid, falou de cloroquina de novo, além de seu governo ter elogiado o golpe militar de 1964, que ontem completou 58 anos.

Quer receber a nossa curadoria de notícias?
Assine a newsletter diária! Deixe aqui seu e-mail:

Processando…
Sucesso!

O Primeiro Café é um podcast de notícias diário. Você pode ouvir de segunda a sexta às 8h (horário de Brasília) nos seguintes tocadores:

Spotify
Apple
Google
Deezer
iHeartRadio
Castbox
Podcast Addict
Podchaser
YouTube

#300 TSE tentou censurar “Fora, Bolsonaro” no Lollapalooza

O TSE atendeu ao pedido do partido do Bolsonaro e tentou proibir manifestações políticas no festival de música privado Lollapalooza.

Mas a decisão não foi cumprida porque o partido do presidente errou a empresa responsável e o TSE nunca conseguiu notificar os responsáveis antes do fim do evento. O Lollapalooza terminou ontem e teve “Fora, Bolsonaro” dos artistas e do público.

Quer receber a nossa curadoria de notícias?
Assine a newsletter diária! Deixe aqui seu e-mail:

Processando…
Sucesso!

O Primeiro Café é um podcast de notícias diário. Você pode ouvir de segunda a sexta às 8h (horário de Brasília) nos seguintes tocadores:

Spotify
Apple
Google
Deezer
iHeartRadio
Castbox
Podcast Addict
Podchaser
YouTube

#298 Companheiro Geraldo sobre Lula: “Representa a própria democracia”

O ex-tucano Geraldo Alckmin se filiou ontem ao Partido Socialista Brasileiro e fez uma série de elogios ao ex-presidente Lula.

Caso você tenha chegado de Marte hoje, Alckmin fez um rebranding e pode ser o vice de Lula na eleição deste ano.

O primeiro discurso do Companheiro Geraldo foi bem eleitoreiro e pouco ideológico. Ele se preocupou em justificar essa mudança brusca.

Quer receber a nossa curadoria de notícias?
Assine a newsletter diária! Deixe aqui seu e-mail:

Processando…
Sucesso!

O Primeiro Café é um podcast de notícias diário e ao vivo. Você pode ouvir e participar de segunda a sexta às 8h (horário de Brasília). Depois das 9h, o programa fica disponível nos seguintes tocadores:

Spotify
Apple
Google
Deezer
iHeartRadio
Castbox
Podcast Addict
Podchaser
YouTube

#295 Telegram voltou antes mesmo de ter ido

Entre sexta e domingo a treta entre o Telegram e a Justiça Eleitoral brasileira foi parcialmente resolvida.

O aplicativo não vai ser bloqueado porque topou ajudar as autoridades a combater fake news na campanha eleitoral deste ano. Segundo o dono do Telegram, a justiça brasileira estava entrando em contato com um e-mail antigo. No final de semana, Bolsonaro sentiu tanto o possível bloqueio do seu novo WhatsApp preferido que colocou até a AGU para defender o app russo.

Quer receber a nossa curadoria de notícias?
Assine a newsletter diária! Deixe aqui seu e-mail:

Processando…
Sucesso!

O Primeiro Café é um podcast de notícias diário e ao vivo. Você pode ouvir e participar de segunda a sexta às 8h (horário de Brasília). Depois das 9h, o programa fica disponível nos seguintes tocadores:

Spotify
Apple
Google
Deezer
iHeartRadio
Castbox
Podcast Addict
Podchaser
YouTube