Mulheres ocupam praça e impedem atos de extremistas em São Paulo

A escritora Daniela Abade participou do Primeiro Café e contou como nasceu a ação que ocupa praça em São Paulo e impede atos contra o aborto de extremistas religiosos

Uma ação solidária que nasceu da coragem de um grupo de mulheres dispostas a impedir uma manifestação extremista contra o direito ao aborto. Assim nasceu a Primavera da Solidariedade, evento que acontece até o fim de outubro na praça em frente ao Hospital Pérola Byington, no Bexiga, região central de São Paulo.

O hospital é um centro público de referência no atendimento a mulheres vítimas de violência. Nesse hospital são realizados abortos nos três casos previstos pela lei brasileira: estupro, gestação de fetos anencéfalos ou gravidez com risco de morte para a mãe.

Ouça na edição #186 do Primeiro Café: